­∞ Beyond the walls
____________________________
Un sot trouve toujours un plus sot qui l'admire . -NicolasBoileau
1 of 189 »
"‘Mas por que Alasca?’, perguntei. Ela sorriu com o canto direito da boca. “Bem, depois eu descobri o que significava. É uma palavra de origem aleúte, Alyeska. Significa ‘aquilo em que o mar bate’, e eu adorei. Era grande, como eu queria ser.”

Quem é você, Alasca? (via cerimoniais)

"Em breve estarei matando minha vontade de você, dos pequenos detalhes que me satisfaziam e agora me condenam a uma solidão imensurável. Vou roubar cada pedacinho do seu tempo, te conter em um mundo onde só nós existimos, e sentir aquela paz que antes tão bem me trazia. Saudade dos seus olhos pedindo chamego, do seu perfume, do seu abraço que me tirava da realidade ruim, do seu corpo que me dava equilíbrio, o contato alma com alma que me fazia entrar em acordo com o mundo. Falta pouco, e ao mesmo tempo sinto como se esse espaço de tempo entre o agora e o te ver fosse uma eternidade.

cheioliveira

1 week ago 0 notes · reblog
"Existe parte de você em mim agora, maior do que já havia. Num pequeno passado éramos meramente a delicada ligação de duas almas, dispostas a tudo para se manter unidas. Um conjunto de um algo maior do que se possa explicar, amor talvez, talvez algo inominável. Mas agora sou mais, não sua alma a dançar com a minha, eu tenho um parte dela aqui dentro de mim, delicadamente disposto a tornar nós dois maiores. É como uma nova música sendo sonorizada, um texto sendo escrito, uma árvore criando vida, uma nascente. É um início no meio de uma história, e quem imaginaria tudo isso? Há medo, há receio, há obstáculos, mas enquanto juntos nós não poderemos ser impedidos de seguir.

CheiOliveira

2 weeks ago 0 notes · reblog
"Eu amo dos fios dos cabelos até os pés. Amo teu corpo, tua alma, e equilibrio que me traz. Mas sinto que estou acabando comigo e com você. Minhas paranóias e medos estão te deixando exausto. Cansado da situação, e de mim. Absurdamente sem motivo algum estou brigando, e isso me pesa. É um desgaste meu que passo à você e não deveria. Eu amo seus olhos, seus lábios, suas palavras e abraços, e a falta disso tudo me faz sentir no escuro. Me sinto sozinha andando de olhos fechados em meio a um caminho que posso a qualquer hora cair, andando rente à um precipício que beira a estrada. Eu preciso de você, e em vez de manter presente além da distância física, eu te afasto. Você não está nada bem, e só de pensar em qualquer loucura, qualquer coisa que possa acontecer com você… Bem, eu não poderia continuar… E não estou ajudando a melhorar as coisas. Há uma onda de algo escuro me cobrindo: o pessimismo, medo, a falta de esperança, é tudo maior que eu, e eu não estou conseguindo controlar. Quero você por perto, você que me ensinou a brincar de ser feliz, eu não posso mais, não sei brincar sozinha.

CheiOliveira

2 weeks ago 0 notes · reblog
"As lágrimas escorrem e tomam curva nos meus lábios, os mesmos que em um tempo curto e sentimentalmente remoto tocaram os seus, lábios que agora se calam, e pedem engolindo as palavras, que venha e mate a saudade, que seque as lágrimas com sua presença, e que desfaça a dor de estar sem você, tão só.

CheiOliveira

3 weeks ago 0 notes · reblog
"Ele está no vazio que sinto ao ouvir as músicas que me faz lembrar de cada traço que o constrói. Está no beijo deixado nos olhos, na testa, e no corpo inteiro. Está na ressaca de saudade… e na minha impossibilidade de conseguir começar qualquer texto, ou fazer completos e lógicos os que inicio.


"A mais de mil decibéis virado numa goteira…

Baiana System

3 weeks ago 0 notes · reblog
"Não sei mais o que escrever, como escrever, nem o motivo. Escrever sobre as lágrimas? Sobre a saudade, a partida, ou enquanto era presente? Cansei. Escrever sobre não saber o que escrever? Que maduro… Me sinto de volta aos treze, de fato nunca senti sair de lá, sempre criança carente, que usa das palavras, que brinca com um diário e que acha que é boa, mas são só magoas, nada mais, nunca passará disso. Não é escritora, é criança com medo do escuro. Não são textos, são desabafos. Nunca será mais, e só tende a piorar, há melhores que nunca farão sucesso, e há piores que são felizes com sua fantasia e ganham o mundo, eu estou apenas ali no meio, num canto perdido, sem platéia, sem fama, com um ou dois leitores, uma saudade que aperta o peito e desaba em algumas linhas, um amor distante, alguns problemas dos quais ninguém se importa, tipicamente otária. Não triste o suficiente para ser considerado um distúrbio psicológico, apenas um ponto ali no meio da solidão. O meio, o clichê, banal, a âncora, o detalhe sem graça que ninguém nota. E quem ousa um dia notar, o destino usa como peça de tabuleiro e leva embora, olha com olhos sorridentes e sussurra “não dessa vez.”

CheiOliveira

4 weeks ago 0 notes · reblog
"Não sei que estou sentindo. Não sei se é tristeza, cansaço, saudade, ou tudo em união. “Sorria e acene, sorria e acene”, é tudo que resta. Estou indiferente as sensações, aos olhares, aos sorrisos. Se eu rio é daqui pra fora, se eu choro, transbordo. Sei que gostaria de me trancafiar em um quarto, e aninhar, criar raiz, virar móvel. O tempo não passa, o relógio torna-se inimigo. Três dias? Pensei ser três anos…

CheiOliveira

4 weeks ago 0 notes · reblog
"Eu sei, faz pouco tempo, muito pouco… Mas a saudade já me deixa maluca, queria poder sair correndo e te encontrar, e não posso e é horrível. Também sei que em alguns dias estarei com você, pertinho, mas… serão apenas alguns dias, e depois? Eu não sei como agir, ou o que fazer. O tempo não passa, as horas parecem dias… Eu só queria você aqui pertinho, é pedir muito? Sem nem perceber passamos horas conversando através de mensagens, mas não é nada comparado a ficar perto, abraçados, mesmo que em silêncio. Eu me senti um poço, mas não me contive, doeu tanto cair na realidade de que você estava indo, não pude controlar as lágrimas, não consegui nem naquela hora, nem depois, fui assim como se toda a água do corpo fosse sair pelos olhos, a ficha ainda não caiu cem por cento, como uma esperança de que vou te ver a qualquer momento, mesmo sabendo que não existe a possibilidade. Não sei me controlar, quero chorar toda hora, é mais forte que eu, como se estivesse transbordando e me afogando com sua falta. Chorar parece um ato idiota, mas é o que me resta. Chorar não faz passar, não faz melhorar, não acelera o tempo, nem volta, não faz eu ter você, nem tira a saudade, mas é o que eu posso fazer, ou os sentimentos me fariam explodir. É essa a sensação de abstinência as drogas? Porque… bem, agora eu entendo os viciados, eu não largaria você se fosse isso uma opção, seria dose sobre dose, sentindo toda adrenalina e êxtase que me causa, até entrar em overdose.

CheiOliveira

1 month ago 0 notes · reblog
"Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente
Eu sei que vou te amar
[…]
Eu sei que vou chorar
A cada ausência tua eu vou chorar,
Mas cada volta tua há de apagar
O que essa ausência tua me causou

Antônio Carlos Jobim/Vinícius De Moraes

1 month ago 0 notes · reblog
"Certas vezes a gente só cai na realidade de um acontecimento quando está temporalmente frente a frente com o fato. Ah, saudade… aquela que sinto em comunhão com aquela que está por vir.

CheiOliveira

1 month ago 0 notes · reblog
  • – Não se esqueça de mim...
  • – Eu não vou pensar em outra coisa...
  • (Imagine eu e você)

"Eu já fiquei mais que uma hora longe de você, muito mais… mas nunca doeu tanto. Já é saudade, medo, falta… Te quero aqui, e isso me destrói.


1 month ago 0 notes · reblog
THEME ++